15|10|2015 – Professores por 3 meses

Já nos deram os horários das aulas de português. Temos ter 3 turmas, cada uma composta com cerca de 30 alunos. Temos aulas todos os dias e começamos sempre com a mesma turma às 11h e tem uma duração de 50 min, à tarde temos a segunda turma às 14h e a terceira é às 15h. Às segundas feiras temos uma aula à noite às 20h e é uma aula conjunta com as três turmas, serve para praticar, para tirar dúvidas e fazer exercícios. À sexta feira só temos a aula da manhã ficando assim com a tarde livre! Espectacular!! O nosso horário até é fixe. A professora Budiana disse-nos que as aulas iriam ser dadas por ela e pelo professor Ameu, eu ia auxiliar as aulas dela e o Ricardo iria acompanhar as aulas do outro professor. Esse “acordo” só funcionou no primeiro dia de aulas, pois rápidamente a professora Budiana percebeu que não fazia sentido ser desta forma e pediu-nos para sermos nós a dar as aulas, sermos autónomos e eles (os dois professores timorenses é que iriam auxiliar). Ficamos muito contentes quando ela nos disse isso, assim o desafio iria ser mais enriquecedor.
Eu e o Ricardo encontramos o nosso jeito de dar aulas: a primeira parte da aula é dada pelo o Ricardo, que com o inglês ensina a língua portuguesa e eu fazia a segunda parte, colocava os exercícios no quadro e corrigia em conjunto com os alunos.

IMG_1974

Na sala de aula

A professora Budiana gostava da forma como leccionáva-mos, assim como os alunos adoravam a nossa presença descontraída. Cada dia que passava sentíamo-mos mais motivados e a continuar com o nosso projecto, já passaram 2 meses que somos professores e esta semana é fizemos o exame de português (2 Dez). Como qualquer professor esperamos que os alunos tenham bons resultados.

IMG_1978

Senhor professor Ricardo

*

O professor visto como uma pessoa importante!

(Delegado da Turma) diz: “Podem levantar-se! Estão todos prontos? 1,2,3
(Resto da turma) diz:Bom dia, Senhores professores!”
(Nós): Bom dia, Alunos!

É desta forma que os alunos nos cumprimentam a cada inicio de aula. É uma saudação ao professor e que demonstra respeito para com a pessoa que os vai ensinar, que os vai dar oportunidade de aprender e saber mais.

A aula termina desta forma:

(Delegado da Turma) diz: Podem levantar-se! Estão todos prontos? 1,2,3,
(Resto da turma) diz: Obrigado senhores professores!

Uns podem já defender que é um exagero (iniciar e terminar a aula com estas saudações) mas eu digo que é uma prática que demonstra total gratidão pelo ensinamento que o professor lhe  transmitiu.
Em Portugal à muito se perdeu o valor ao professor não só pelos alunos mas por toda a sociedades (pais, ministros, governo) é triste assistir ao que se está a fazer às pessoas que transmitem conhecimento, às pessoas que são fundamentais para termos uma geração com mais sabedoria. Aqui em Timor (e não sou professora profissionalmente) consegui sentir e entender o que é esta paixão de ser professor. No tempo que tivemos oportunidade de sermos professores também sentimos e partilhamos o mesmo sentimento, é mesmo muito gratificante transmitir conhecimento, ver a evolução dos alunos e depois ser reconhecido e ter o respeito desses mesmos alunos, dos pais, de toda a entidade escolar e de uma sociedade inteira. Aqui em Timor o professor é visto como uma pessoa importante!

*

Os alunos e a sala de aula

Como podem imaginar as condições de sala de aula aqui na SOLS são totalmente diferentes das condições a que estamos habituados a ver em Portugal. Não tive oportunidade de visitar nenhuma escola pública Timorense (pelo exterior vi algumas boas e requalificadas, outras não eram assim tão boas e em estado de degradação), por isso só posso falar da realidade com que tive contacto, pois não seria justo estar a generalizar.

A escola da SOLS dentro das possibilidades da organização até a acho bastante boa, sim muito simples e humilde mas aceitável, comparado com outras escolas SOLS que visitamos no país a nossa é a maior e a que oferece melhores condições. Mas o que aqui está em causa nem são as condições da infraestrutura mas sim a forma como os alunos se comportam. Isto tudo para me aperceber que estes alunos, que não têm condições (como os nossos), respeitam o ensino, estão quietos e calados na sala de aula, muito raramente temos que mandar calar alguém ou pedir para estarem sossegados, estão concentrados e atentos. Estes alunos querem efectivamente aprender! 50 minutos de aula são rentáveis e produtivas, dentro do tempo planeado conseguimos finalizar o livro 1 e já estamos a iniciar o livro 2.

IMG_1982.jpg

IMG_1984.jpg

Sempre muito concentrados!

Acham mesmo que isto era possível em Portugal!! Claro que era impensável!!! Nem eu queria que um filho meu estudasse assim. Opá “coitados” né?? De certeza que é isso que estão a pensar. Mas não vejam as coisas nesse prisma, porque eu também não o vi e estive com eles durante 3 meses. Aqui o que é importante de salientar que nós fazemos de tudo para que os nossos alunos tenham condições para estudarem, requalificam-se escolas, equipam-se com os melhores materiais, compram-se as melhores mochilas, os melhores livros, metemos os miúdos a estudar nas melhores escolas, ou seja hoje em dia os miúdos têm tudo, boas condições, boas infraestruturas, então mas porque raio são tão desinteressados pela escola, tão mal criados, tão indisciplinados? Secalhar é porque o professor não é bom profissional (que às vezes até pode ser)! Mas quando é que se pensa que afinal o aluno não quer é estudar, que é preguiçoso, ou que tem tanta coisa à volta dele que só o distraia (tlm, computadores,cadernos com bonecada, caneta xpto etc). E quando é que se pensa que os pais já não conseguem é incutir o respeito ao professor à escola. Que já não conseguem dar a devida educação. Em que só estão é preocupados em pensar na melhor estratégia (castigo Vs palmada), esforçam-se e muito para encontrar a fórmula perfeita para educar, a pressão que colocam para serem tão bons pais é tão grande que chegam a perder o controlo da situação.

IMG_1985

Os nossos estudantes

Quando olho para este país com pais analfabetos e sem condições a conseguirem transmitir tão bem aos filhos, o respeito, a igualdade, a educação, amar o próximo e a entreajuda. Eu pergunto-me como é que eles conseguem tão bem transmitir esses valores??? E nós cada vez mais para além de os estarmos a perder também não os conseguimos transmitir assim tão bem. No outro dia pus-me a pensar sobre isto e deu-me para escrever….

Hoje estou muito revoltadinha não sei o que se passa. :)Deve ser este calor que dia para dia se torna mais insuportável.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s